Tag: Livros Reconfortantes.

Antes de começar, deixo um pedido de desculpas pela demora e uma pequena introdução, e espero que não se importem ~rs . Eu, quando pequeno, costumava ser muito leitor, cara, para ser sincero. Tinha uma competição na escola em que aqueles que lessem mais livros da biblioteca ganhavam uma medalha. Eu tenho algumas, pois participava muito e lia vários livros... Mas, não sei por que, essa fase passou. Não me considero tão leitor quanto antes. Eu sou do tipo que fica uns cinco meses sem ler nada diferente, e depois disso lê uns três livros em um mês. Estou aos poucos voltando à fase dos livros, então peço desculpas por não ter um repertório tão grande quanto de meus companheiros. Fico louco em uma livraria, adoro ler de tudo, mas não leio tanto. E também aviso que costumo ler livros bastante desconhecidos, então não se assustem ~rs.

#01 - Qual (ou quais) livro(s) tem o poder de despertar memórias boas da sua infância?

Foi agora que me lembrei de um livro da infância. Digo infância, infância mesmo, provavelmente quando eu estava no Fundamental I, nas primeiras séries. Chama-se O Espião de Júpiter. Um conto bem infantil, onde alienígenas querem se infiltrar entre os humanos, e mandam três de sua espécie para saber como é nosso povo. Porém, um acaba se encontrando com uma ovelha, um com um pato, e outro com uma pessoa. O resultado foi criarem uma ovelha com asas, e que fala. Essa ovelha é protegida por dois irmãos, que a encontram, e tentam defendê-la de quando os outros querem exterminá-la. Peguei este livro da biblioteca da escola muitas vezes. Boas memórias, realmente, de estar começando a descobrir os livros.

#02 - E da adolescência?

Bem, acho que ainda estou nela, não é? (ou estou entrando, sei lá) ~rs Apesar de controvérsias, deixo isso para a saga de Percy Jackson e os Olimpianos. Muitos não curtem tanto, e admito que não tive muito contato com outras sagas também voltadas para a fantasia (O Senhor dos Anéis, Harry Potter, Rangers, etc. Todas estão na lista de futuras sagas que quero acompanhar.). Pois bem, gosto muito do tema, o que me fez curtir ainda mais o enredo da série. Deuses Olimpianos eu sempre curti, e aventuras os envolvendo me interessaram. Me faz ter boas memórias porque foi através deles que conheci muitas pessoas através de um RPG do assunto. É bem recente, mas me trouxe pessoas e momentos divertidos.

#03 - Um livro que você relê sempre para te trazer bons sentimentos?

20.000 Léguas Submarinas! Eu li esse livro na quinta série, e tive que desenvolver um projeto em torno dele. Acabou que fiz um show de fantoches contando a história do livro. Tenho uma versão resumida e bem ilustrada do livro, e cada vez que releio, leio com olhos diferentes. Está aí uma grande história que não poderia ficar fora da lista! Relembra tanto a infância quanto a adolescência, um dos livros que gostei por ter um tema que eu gosto muito. Eu adoraria ter passado alguns dias dentro do Nautilus ~rs

#04 - Qual é seu gênero literário mais reconfortante?

Ahh, isso é difícil. Eu leio qualquer coisa que você me der. Julgo uma história por seu enredo, não pelo gênero. Pode ser de meu gênero literário favorito, mas não vou curtir se não for um enredo envolvente ou for fraco. Enfim, vamos fazer um esforcinho... Adoro humor. Digo humor, e não comédia, porque não curto aquela coisa desenfreada de fazer a gente rir (pelo menos nos livros. Na TV é outra história ~rs), e sim de manter alto astral e umas piadas no meio do texto, quando estou centrado. Adoro policial, curto um pouco de drama no meio, e romance torna tudo mais agradável. Mas como eu disse, posso acabar lendo de tudo um pouco.

#05 - Qual é seu escritor ou escritora "mais reconfortante"?

Olha, isso é difícil. Não consigo acompanhar apenas um escritor, curto ver o trabalho de outros também, ou então leio apenas uma ou outra obra de alguém específico. Um autor que eu havia conhecido através de um livro e me interessei bastante era Harlan Coben, autor de uma série policial que não possui um nome específico. Gosto da forma de desenrolar as descrições, e mesclar um humor irônico nos diálogos. John Green também me cativou por motivos parecidos, e adorei a forma dramática de lidar com o enredo, misturado com um pouco de comédia e romance. Rick Riordan também me cativou em alguns pontos... Mas se leio muito de um, passo a gostar menos de determinado escritor.

#06 - Que livro você definiria como roteiro para sua vida?

Vish, eu até falaria Diário de um Banana, mas não quero repetir do Thiago ~rs É como um professor me disse uma vez: Nada é tão ruim que não possa ser piorado. Enfim, escolhendo um outro, coloco A Culpa é das Estrelas. Não se preocupem, nada relacionado a doenças, mas sim porque foi o único livro que li que realmente fala sobre uma vida adolescente (que não está envolvida com uma história repleta de ficção), então me identifico com a fase dos personagens e suas personalidades. Tem a ver com sempre viver o dia de hoje, aproveitar o agora, foi um dos pontos principais que gostei no livro, e acho que defino isso como um roteiro para a vida.

#07 - Um livro para dias de fúria

Poxa, é difícil definir algum para aqueles dias de raiva, até porque se estou irritado ou bravo, não consigo ficar no lugar ou ficar fazendo uma atividade calma, como ler, mas sim apelar para os vídeo-games, onde posso desestressar através de alguns tirinhos básicos ~rs. Vamos lá. Agora sim deixo Diário de um Banana. Quando estou com raiva não costumo parar para fazer uma coisa por muito tempo, como eu disse, portanto precisaria de um livro rápido e descontraído, que seria este. Não coleciono mais os livros, mas ainda os tenho aqui para estes momentos de simpesmente preciso ver algo diferente. Sei que esperavam algo mais sofisticado, mas acabo me divertindo ao reler a série que já me arrancou risadas.

#08 - Um livro para momentos de tristeza ou melancolia.

Ihh, dias de tristeza... Também não costumo ler, mas aqui pego Ouro, livro de Chris Cleave. O livro tem um clima em alguns pontos parecido com os citados em “#05”, e apesar dos vários momentos melancólicos e tristes, posso dizer que mostra que deve-se seguir em frente. Uma lição voltada para os objetivos de vida, o quanto você é capaz de arriscar para alcançá-los, e se realmente isso vale a pena. Um livro que faz você rever suas prioridades, e ao mesmo tempo ser forte para as pessoas que precisam de você. Quando estou triste não quero chorar, quero ver coisas que me coloquem para cima, e este livro mescla um pouco das duas coisas.

#09 - Um livro que remete a algum momento muito bom da sua vida (por que?)

Acho que posso dizer a saga Percy Jackson e os Olimpianos num geral, mais especificamente o terceiro livro. Li ele em dois ou três dias, quando estava viajando para a casa de uma prima. Devo esclarecer que é mais que raro que eu faça alguma viagem, por motivos pessoais, então lê-lo ao mesmo tempo que pude aproveitar ares novos em uma cidade que gosto bastante e na companhia de pessoas que amo tornou uma experiência que posso rever ao ler novamente o livro. Consigo me lembrar de onde li determinado capítulo algumas vezes. Mas a série toda li em uma boa época, então me traz momentos felizes num geral.

#10 - Que personagem você retiraria de um livro para passar um dia com você?

Essa é difícil!

Fico bem em dúvida, sabe? Eu convidaria o Capitão Nemo, do grande 20.000 Léguas Submarinas, citado acima. Simplesmente amo o oceano, e seria incrível passar um dia ouvindo as histórias de um homem com toda a sua sabedoria a respeito do mar, escutar suas experiências vividas dentro do grande Nautilus! Seria um grande dia. 


Essa Tag interessante veio das paradisíacas Ilhas Laranja, mas agora vamos mandá-la para Sinnoh! Sei que o Canas reserva uma parte do Assunto Complementar para citar os livros que acompanha ao longo dos meses. Hora de ver se algum deles se encaixa nessas categorias! ~rs Abraços, pessoal!

Entradas similares

0 Comentarios