Notas do Autor - Capítulo 13

Estas notas contém spoilers, então é recomendado ler o capítulo correspondente primeiro!
E depois de mais de um ano, finalmente a história central volta a caminhar! Admito que fiquei muito, muito atrapalhado mesmo com esse capítulo. Havia uma versão original dele que não estava fluindo e eu não estava gostando do rumo que tomava. No final das contas, eu ficava emperrado para continuar, e depois fiquei sem tempo. O resultado disso vocês já sabem. Contudo, em alguns momentos de inspiração consegui criar uma segunda versão, que é a que vocês conferiram hoje. 

É possível notar que o enredo do capítulo dá um giro de 180º. Isso porque, como eu já devo ter comentado, não vou ficar arrastando a história para um drama completo logo no início. As coisas em Lumiose não foram muito bem, Serena ficou traumatizada, sim, mas como visto no capítulo 12.5, ela vai tentar dar a volta por cima. Dessa vez estamos recuperados e a jornada volta aos eixos. Dessa vez. Portanto, aproveitemos os momentos de inocência que, apesar de não voltarem mais como eram antes, ainda não sumiram.

Estamos entrando em Camphrier, uma cidade que eu particularmente gostei muito quando joguei. A cidade parece ter um ar muito histórico, como se tivesse sobrevivido no tempo. Isso é legal em Kalos: você sai de uma das maiores metrópoles do mundo Pokémon e vai para uma cidade de alguns milhares de anos ~rsrsrs Se me permitem jogar um spoiler, no pouco tempo que ficaremos em Camphrier, teremos um clima um pouco tranquilo, mas uma aparição importante de um personagem novo. Palpites? 

Peço desculpas pela imensa demora novamente, mas se serve de consolo, esse era o capítulo que me atrasava. Já tenho esboços dos próximos dois, então creio que não teremos que esperar mais um ano para continuar a trama ~rsrs

Aproveito para desejar parabéns para Clara-chan, que faz aniversário hoje, a Clarinha, uma leitora que já conheço de antes de Kalos, da época de Ethron, e que considero uma irmãzinha. Para quem não sabe, ela quem fez a dublagem da Mary (Dá uma olhada na página de novo)! Feliz aniversário, Clarinha! :3


Out of the Woods (Edit)

Eu já havia comentado que não ia, necessariamente, colocar mais nomes de músicas nos capítulos. (Ou não comentei? Já esqueci D:) Só que quando estava refletindo sobre um possível nome para esse (sou o único que tem problema com títulos?) só consegui pensar nessa música. Análises passadas já mostraram que eu curto muito o 1989, e essa foi uma música se encaixou muito bem. especialmente por causa da atmosfera pesada que ela tem, uma batida um tanto profunda. Alguns consideram a repetição do refrão chata, mas na minha opinião ela complementa perfeitamente o sentido da canção, aquela ansiedade e incerteza de perguntar várias vezes "Já estamos fora do perigo?". O clipe, por sinal, é maravilhoso e cheio de metáforas, recomendo muito que assistam. É uma música muito especial, que reflete muito bem essa transição do final do capítulo 12 até começarmos o capítulo 13.

Já estamos fora do perigo?
Já estamos no claro? Ainda bem.
[...]
Quando você começou a chorar
Baby, eu também comecei
Mas quando o sol apareceu
Eu estava olhando para você
Lembra-se de quando não conseguimos aguentar o calor?
Eu saí e disse "estou te libertando"
Os monstros voltaram a ser apenas árvores
Quando o sol apareceu 
Você estava olhando para mim


Entradas similares

0 Comentarios