Niantic Corta Acesso dos Radares aos Servidores de Pokémon GO


Era fácil de prever o que está a acontecer. A Niantic continua a combater quem acha que lhes está a estragar o jogo e corta o acesso dos radares de Pokémon Go ao seus servidores.


Por um lado entende-se perfeitamente esta "medida de segurança" por parte da Niantic porque tais acessos estariam a comprometer a segurança e a estabilidade dos seus servidores de Pokémon Go. Estes acessos feitos por "third party apps" mais conhecidas por radares (mobile apps ou mesmo web apps) que detectavam e mostravam os locais e tempos de "spawn" dos pokémons (escrevemos sobre esta questão aqui) estão agora bloqueados e, são mais uma batalha ganha pela Niantic na sua guerra por um jogo limpo. Até aqui tudo bem.

Mas, a outra face é que se tais aplicações estariam a fazer furor era porque a criadora do jogo não está a fazer o seu melhor no que toca ao tracking dos pokémons. Ora vejamos, o sistema de "sightings" tal como esta é - no mínimo - pobre,  e não ajuda os jogadores quando descobrem que tem um pokémon num raio de 200 metros e não sabem para que direcção se voltar.

Se a Niantic melhorar o seu sistema de "avistamentos" (definição: ato ou efeito de avistar, de alcançar com a vista) que indique o treinador com mais precisão a localização do pokémon não haveria necessidade de recorrer a estes radares e todos jogariam com as mesmas armas.
Uma versão melhorada deste sistema, só está disponível em San Francisco na California, EUA e, como está, não é para todos e ainda não é a solução ideal.

Esperámos que as próximas actualizações tragam novidades (para além já anunciadas) neste campo em particular senão o desalento aumentará e fará cair a pique o número de jogadores mesmo antes de ser lançada a - já muito aguardada - 2ª geração de Pokémon Go.

No então, continuámos a - tentar! - apanhá-los todos!




Entradas similares

0 Comentarios